Achados e Inspirações – O Bordado de Sarah H. Benning

Todo domingo inspirações e ideias geniais de diferentes técnicas artesanais garimpadas na internet.

sarah2

Sarah H. Benning e seus bordados

Essa semana estou com bordado na cabeça pessoal. Toda segunda quinta-feira do mês farei uma roda de bordado aqui no espaço. Uma reunião bacana, para conversar e ainda fazer trabalhos manuais, nesse caso, o bordado.

O bordado é uma técnica que amo pela sua simplicidade. Linhas coloridos (ou não), tecido e agulha é tudo que você precisa. Quer melhor que isso?

Hoje em dia as bordadeiras tem explorado muito desenhos e ilustrações cotidianas da nossa vida, temas atuais e até bordado revolucionário (riot embroidery) são vistos hoje em dia.

Sarah H. Benning é uma representante deste bordado mais moderno. Americana, tem feito muito sucesso entre o mundo craft com seu bordado totalmente autoral e inspirado em cactos e suculentas, que também são febre do momento.

 

Seu processo consiste em primeiro fazer o risco no tecido, com seu próprio desenho e depois bordar. Em entrevista ela explica que usa o bordado mais como uma forma de ilustração, onde a base é o desenho e o bordado entra para dar textura e cor.

Ela não se preocupa tanto em utilizar os pontos clássicos do bordado e sim fazer de uma forma livre, simplesmente para dar textura mesmo. O ponto cheio é o mais utilizado por ela, como podem ver nesta imagem do detalhe do trabalho.

Vemos em seu trabalho a utilização de desenho, textura, jogo de cores, perspectiva… ou seja, coisa de artista mesmo!!!

sarah4

Texturas de Sarah

Quando perguntamos sobre sua inspiração, ela diz que quando morava em Nova Iorque não conseguia ter plantas por causa do clima, então começou a bordar o seu “jardim dos sonhos”, apesar de todas as plantas serem reais. Mas diz que fica encantada pela ideia de poder um dia “inventar plantas”.

Sobre o processo, diz também que nem sempre respeita o desenho. “Meu trabalho é bem flexível, e ás vezes mudo alguma coisa enquanto estou bordando” diz Sarah.

sarah5

Uso da perspectiva nos bordados de Sarah

Para conferir a entrevista na íntegra (em espanhol) é só clicar aqui.

E ai, o que acharam do bordado da Sarah? Quem amou pode como eu segui-la no Instagram. No Insta Histories (o Snapchat do Instagram), ela tem mostrado bastante seu processo de criação e inspirações… vale super a pena acompanhar.

Uma ótima semana a todos!!

Minha opinião sobre TENDÊNCIA

Olá amigos,

Estava fazendo uma pesquisa sobre moda artesanal e comecei a encontrar um monte de postagens sobre as tendências de inverno, de verão, primavera…. para 2016. Nossa, quanta informação!!

Eu tenho a sensação que vamos ser atropelados por toda essa informação tão rápida. Portanto, digo a vocês que fora a “Cor do Ano da Pantone”, eu não vou ficar postando nada tão datado.

Eu gosto sim, de acompanhar alguma coisa, rapidamente e ver naquelas coisas todas o que me chama atenção, coisas que eu ache bonito, e me fazem questionar o porque da escolha. Mas não me apego. São impressões.

flores_3D

O legal é ver o que realmente é tendência “a longo prazo”. Você pode fazer o que quiser, mas exitem alguns caminhos estéticos que são importantes na nossa trajetória e inspiração.

É como eu digo, artesão é bicho curioso!! Ainda bem, porque como trabalhamos diretamente com o Belo, temos que procurar entender seu caminho entre nós, como ele se desenvolve em nosso trabalho e como o gosto dos clientes se desenvolve.

Vejo por exemplo, a estética minimalista, do “menos é mais”, se desenvolvendo com o passar dos anos. De um minimalista frio e urbano, agora ele é neutro e orgânico. Mas são anos coletando impressões que se encaixam posteriormente na nossa mente como um quebra-cabeças.

quarto-pequeno-nordico-4

Isso pra mim é tendência. Ela é mais duradoura. Existe quase que intuitiva, como um consciente coletivo. Basta estar antenado!

E vocês, gostam de seguir as tendências? Pensam nisso? Isso influencia o trabalho de vocês? Quero saber!